Semana Mundial do Meio Ambiente

1º a 5 de junho

O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado em 5 de junho. A data foi escolhida pela Assembleia Geral das Nações Unidas durante a abertura da Conferência de Estocolmo sobre Ambiente Humano, em 1972, com o objetivo de despertar a atenção e ação política de povos, empresas e países para aumentar a conscientização e a preservação ambiental.

Em 1981, foi proposto pelo governo brasileiro que a Semana Mundial do Meio Ambiente (Decreto Federal 86.028, de 27 de maio de 1981) fosse promovida no país inteiro com a finalidade de apoiar a participação de todos na preservação do patrimônio natural brasileiro.

Ao longo dos anos, essas e outras propostas cresceram para possibilitar não apenas a percepção da responsabilidade que temos diante do mundo em que vivemos, mas também explicitar o poder de todos como agentes de mudança, apoiando uma forma de desenvolvimento mais justa e sustentável.

Muitos dos ecossistemas da Terra estão se aproximando de pontos de inflexão críticos de esgotamento ou mudança irreversível, impulsionados pelo alto crescimento populacional e os moldes atuais da maioria dos sistemas econômicos. Em 2050, se consumo e produção permanecerem os mesmos, com a população que deverá atingir 9,6 bilhões, precisaremos de três planetas para sustentar nossos modos de vida e de consumo (PNUMA.).

O Dia Mundial do Meio Ambiente e sua Semana para comemorá-lo são, de fato, um momento de reflexão e planejamento. Dessa forma, o Programa Ecos aproveita também a data comemorativa para envolver a todos e fazer valer sua missão:

Planejar, propor, executar e apoiar ações que induzam à prática intersetorial e colaborativa da sustentabilidade nas atividades desenvolvidas, internamente, nos âmbitos da CNC e dos Departamentos Nacionais e Regionais do Sesc e do Senac, com os objetivos de mitigar os impactos socioambientais, conscientizar os empregados e otimizar o uso dos recursos das instituições.

Considerando a crise hídrica que assola diversas regiões do Brasil, a importância que as questões ambientais adquiriram ao longo dos anos e a necessidade de alinhamento ao debate nacional sobre consumo consciente da água, assim como a diversidade de aspectos que a temática ambiental abrange, o Ecos adotou como tema de imersão o consumo consciente de água no Condomínio Sesc-Senac.
Leia mais sobre a água

Afinal,
“a vida não seria a mesma sem água!”



Programação

Nessa semana, as ações têm como foco a conscientização sobre consumo e desperdício cotidiano da água e a posição de cada um nesse contexto. Para o sucesso de qualquer campanha ou política pública nacional, é imprescindível que todos sejam sensibilizados e que as informações sobre o tema estejam acessíveis, de forma clara e objetiva. Por exemplo, é importante sabermos que a escassez de água afetará dois terços da população mundial em 2050 devido ao uso excessivo de recursos hídricos para a produção de alimentos.

A informação consta no relatório “Rumo a um futuro com segurança hídrica e alimentar”, feito pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). Apresentado no 7º Fórum Mundial da Água (FMA), que ocorreu em Daegu, na Coreia do Sul, em abril, o documento também destaca que cerca de 40% da população do planeta sofre com a escassez de água.

Por isso, a campanha “A vida não seria a mesma sem água” será o mote da ambientação – espelhos com adesivos, portas com imagens e e-mails com mensagens e perguntas têm a função de buscar conscientizar e inserir a todos como protagonistas e colaboradores de um mundo mais limpo e mais verde, não só hoje, mas para as gerações futuras.

  • 1º e 2 de junho

    Quiz “A vida não seria a mesma sem água”.

    Serão três perguntas por dia sobre consumo de água. Os participantes que acertarem pelo menos três perguntas de um dos e-mails concorrerão ao sorteio de brindes, que incluem livros e pen-drives. Veja o regulamento aqui.

  • 3 de junho – 13h 30

    Esquetes de humor.

    O tema será trabalhado de forma lúdica, seguindo o conceito que guia a semana: “A vida não seria a mesma sem água”. Serão dois esquetes de cinco minutos cada – um abrindo a palestra e o outro, encerrando.



    Palestra.

    Com Leonardo Fernandes, Biólogo e chefe do Serviço de Planejamento e Informação das Águas do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Para melhor entendimento acerca da problemática ambiental, caracterizada, neste contexto, pela falta de controle e consciência no consumo de recursos hídricos, é importante que a Semana do Meio Ambiente promova a sensibilização e informação do público interno, demonstrando as possibilidades de mudança de hábito e de atitudes e reforçando o protagonismo de cada um na preservação ambiental.

    Local: Cineauditório, 2º andar do Centro Sesc de Desenvolvimento Técnico.

  • 5 de junho – 12h45 e 13h45

    Quarta-Curta - Sessão Especial Dia Mundial do Meio Ambiente.

    O filme a ser exibido é O esquecimento da Guanabara. Documentário de Tiago Garcia (RJ), 2010, 12 minutos, no qual um pescador aposentado relata sua tristeza diante do estado de degradação da Baía de Guanabara e do descaso das autoridades públicas com relação a esse importante ecossistema do Rio de Janeiro e do Brasil.

    Local: Miniauditório do Bloco D, sala 221.

    16h30 – Premiação

    dos ganhadores sorteados do Quiz “A Vida não seria a mesma sem água”.

    Local: a ser divulgado por e-mail.

  • Faça parte
    dessa
    história!

dicas

Confira algumas dicas de como aproveitar melhor a água.




Vaso sanitário não é lixo

Usar o vaso sanitário como lixeira ou cinzeiro gera um desperdício enorme de água. A cada acionamento da descarga, de 6 a 14 litros de água são gastos. Tenha uma lixeira sempre por perto para ser usada na destinação correta de cada tipo de resíduo.

Boca aberta, torneira fechada

Não deixe a torneira aberta enquanto escova os dentes. Uma única pessoa pode economizar 1,9 milhão de litros de água ao longo da vida simplesmente escovando os dentes com a torneira fechada. Se todos os brasileiros adotarem o hábito, a economia durante um mês equivalerá ao volume de um dia e meio das Cataratas do Iguaçu.

Pinga-pinga, não!

Ao fechar a torneira, certifique-se de que ela não ficou pingando. Ao longo de um ano, esse pinga-pinga desperdiça pelo menos 16 mil litros de água limpa e tratada. É dinheiro seu que escorre pelo ralo.

Sem furo

Canos furados e vazamentos significam desperdício. Um buraco de dois milímetros em um cano, por exemplo, encheria praticamente dez carros-pipa em um mês.

Vantagem do aerador

Conhecido também como "peneirinha", o aerador é uma válvula que, uma vez colocada no bico da torneira, ajuda a economizar água ao proporcionar sensação de fluxo mais intenso. O Instituto Akatu fez a conta: se 12 apartamentos de um prédio aderissem ao uso do aerador na torneira da cozinha, em uma ano seria possível economizar água suficiente para encher uma piscina olímpica.

Limpe antes de lavar

Retire o excesso de sujeira (restos de comida, óleo, gordura etc.) da louça antes de lavar. E nunca deixe a água correndo enquanto ensaboa.

Banho mais rápido

Se cada brasileiro reduzir seu tempo de banho no chuveiro em um minuto, a energia economizada em um ano equivaleria a 15 dias de operação da hidrelétrica de Itaipu em sua geração máxima.

Seja cidadão sustentável

Não jogar lixo nas ruas, nos rios e lagos; economizar água nas atividades cotidianas; reutilizar a água em diversas situações; respeitar as regiões de mananciais; consumir conscientemente; divulgar ideias ecológicas para amigos, parentes e outras pessoa faz de você um agente multiplicador de boas práticas para preservar a vida.

Reduzir Pegada Hídrica

Utilizamos muita água para beber, cozinhar e lavar, mas ainda mais para a produção de alimentos, papel, roupas etc. A Pegada Hídrica é um indicador que analisa o uso de água de forma direta e indireta tanto do consumidor como do produtor. A Pegada Hídrica de um indivíduo, comunidade ou empresa é definida como o volume total de água doce que é utilizado para produzir os bens e serviços consumidos pelo indivíduo, comunidade ou produzidos pelas empresas. Reduzir o consumo cotidianamente, consumir o necessário e conhecer o quanto de água é utilizado no processo de produção de que consumimos ajuda a evita o desperdício e a salvar o planeta. Em suas escolhas de consumo, não olhe apenas preço e qualidade. Valorize as empresas em função de sua responsabilidade com funcionários, sociedade e meio ambiente. Para saber mais, acesse http://www.pegadahidrica.org

Sem floresta não há água

Árvores são fundamentais no processo de infiltração da água no solo. Florestas fornecem água doce e estabilidade climática. Ações cotidianas podem ajudar a preservar matas nativas e reduzir impactos causados pela urbanização – pense bem antes de imprimir e descarte o papel limpo sempre para reciclagem e evite produtos com muita embalagem. Se puder, plante uma árvore: ela absorverá cerca de uma tonelada de dióxido de carbono durante sua vida.

Depoimentos



Michele Keller Rodrigues
Rio Grande do Sul

“Reutilizo a água que sai do ar condicionado para fazer faxina.”

Nara Lúcia Santos dos Anjos
Rio Grande do Sul

“Aproveito a água da máquina de lavar para utilizar nos banheiros, colocar roupas de molho e lavar pátio; desligo a torneira no banho enquanto me ensaboou ; instalei um dispositivo de controle de vazão nas torneiras; uso a água do ar-condicionado para regar plantas. Em breve, farei uma instalação para o reaproveitamento da água da chuva.”

Tiago Rodrigo Homem
aluno do Sesc no Rio Grande do Sul

É importante nos lembrarmos dos impactos ambientais que causamos diariamente, e é muito legal que tenham organizações que se preocupem realmente com o assunto. Claro que não sou hipócrita em dizer que mudarei radicalmente meus hábitos, mas com certeza vou prestar mais atenção nos excessos de consumo da água".

Nathália Maciel
Tocantins

“A principal economia que faço é o aproveitamento da água da máquina de lavar. Eu a reutilizo para lavar a calçada e o quintal. E o melhor: já vem com sabão!”

Maria Danise da Silva Pereira
Ceará

“Buscamos conscientizar todos os nossos alunos e colaboradores a utilizarem corretamente a descarga sanitária dos banheiros, seguindo as recomendações detalhadas no próprio equipamento: 3 litros e 6 litros . Essa medida é bem prática e tem grande resultado quanto a economia de água.”

Maggaly Costa Ribeiro
Ceará

“Quando lavo roupa na pia, reutilizo a água com sabão para despejar no vaso sanitário quando está sujo; deixo a louça suja na pia com um pouco de água e sabão para lavar depois e não utilizar muita água; dou banho no meu filho pequeno de balde ou ducha para evitar o chuveiro ligado e tomo banho rápido, fechando o chuveiro ao me ensaboar, como também fecho a torneira ao escovar os dentes.“

Denise Nunes
Ceará

“Quando estou escovando os dentes, por exemplo, abro e fecho a torneira de acordo com a escovação. Quando estou lavando a louça, faço do mesmo jeito: os pratos recebem o detergente com a torneira fechada e só depois abro para lavá-los. São medidas simples, mas que têm bom resultado na economia de água.”

Henriette Metran
Mato Grosso

“Lá em casa compramos duas caixas d’água, uma de dois mil litros e outra de mil litros para reservatório de água de chuva. A água é usada somente para lavar roupas, lavar vasilha, etc. Para lavar piso e calçada, pegamos de um reservatório que fizemos para reaproveitar a água que se lava as roupas.”

Adriana Neves
Mato Grosso

“Na minha casa, reduzimos o tempo no banho, colocamos adaptadores nas torneiras e reutilizamos a água da máquina de lavar para lavar as áreas, limpar a casa e o carro. Nosso consumo reduziu cerca de 40%, com isso, essa economia financeira nos permite fazer outras coisas.”

Marlei Senger Bogoni
Mato Grosso

“Economizamos no banho, na hora de escovar os dentes, reutilizamos a água da máquina na estação da seca. Na estação das chuvas, utilizamos a água da chuva que coletamos e armazenamos em galões bem tampados para evitar o aedes aegypti.”

Heverton Ivo Vieira da Silva
Mato Grosso

“Já virou rotina, sábado é dia de faxina. Água da maquina na calçada, no carro, na janela,no chão.... Evito o desperdiço, ajudo o planeta e de sobra aumento os trocados no meu bolso.”

Adolfo Hubner
Sergipe

“Fizemos aqui a campanha “Nem tudo que cai do céu é infinito” com alunos para mostrar que a água é um recurso essencial. Por ser utilizada no cotidiano, perde importância. Usamos o ar-condicionado como exemplo e prática. Para se ter uma ideia, um ar-condicionado tem produção média de 50 litros de água por dia, normalmente desperdiçada, lançada no esgoto. Ver o desperdício de água nos fez perceber como ela é importante”.

Maicon Rodrigues Oliveira de Sá
Minas gerais

"Uso de redutor de água para torneira, que fica semiaberta; aproveitamento da água da máquina de lavar para limpeza do piso; aproveitamento da água da chuva enchendo dois tambores para várias finalidades de limpeza; uso de apenas um balde de água para lavar o carro."

Alcione Ferreira
Minas gerais

“Para economizar agua em minha casa, estamos coletando agua da chuva para aguar plantas e lavar o carro. Lembrando que utilizamos um recipiente com tampa para evitar a dengue. Reutilizamos a agua da lavanderia e do chuveiro para descarga do banheiro ou limpeza do quintal/varanda. Diminuímos também o numero de luzes ligadas, para diminuir a geração de energia.”

Roberto Brito da Silva
Minas gerais

“Inserir em nosso planejamento, estudo de viabilidade de aproveitamento de energia solar e da água de chuva dos telhados para uso em jardins e limpeza de áreas externas.”

Lucinéia Martins Ferreira
Minas gerais

“Eu reaproveito a água da máquina de lavar roupas para lavar a varanda, o carro, passar pano na casa e molhar as plantas.”

Daniel Sanches de Souza
Minas gerais

“Desde que começou a discursão de falta de agua , passei a não mais lavar o carro por fora. Cada lavagem gasta em torno de 1500 litros, como eu lavava o carro 4x ao mês , estou economizando 6.000 litros por mês. Imagine os donos dos mais de 2 milhões de carros de Belo Horizonte fazendo a mesma coisa.”

Daniel Sanches de Souza
Minas gerais

“Desde que começou a discursão de falta de agua , passei a não mais lavar o carro por fora. Cada lavagem gasta em torno de 1500 litros, como eu lavava o carro 4x ao mês , estou economizando 6.000 litros por mês. Imagine os donos dos mais de 2 milhões de carros de Belo Horizonte fazendo a mesma coisa.”

Israel Viana
Unidade Iguatu do Senac Ceará

Para economizar água, passei a colocar na caixa da descarga acoplada uma garrafa pet de um litro contendo areia para que o espaço da mesma fique ocupado e aí quando aciono o botão não desce o volume de água total que ocupa a caixa que pode chegar até 6 litros dependendo do tamanho da caixa da descarga. Com isso, passei a economizar mais de dois litros cada vez que aciono o botão.

Israel Viana
Unidade Iguatu do Senac Ceará

Para economizar água, passei a colocar na caixa da descarga acoplada uma garrafa pet de um litro contendo areia para que o espaço da mesma fique ocupado e aí quando aciono o botão não desce o volume de água total que ocupa a caixa que pode chegar até 6 litros dependendo do tamanho da caixa da descarga. Com isso, passei a economizar mais de dois litros cada vez que aciono o botão.

Maria Danise da Silva Pereira
Serviços Gerais – Unidade Crato – Senac Ceará

Olá, meu nome é Maria Danise da Silva Pereira, trabalho na unidade do Crato do  Senac Ceará como Auxiliar de Serviços Gerais e diante da grande problemática envolvendo a questão da água, aqui em nosso CEP estamos buscando conscientizar todos os nossos alunos e colaboradores a utilizarem corretamente a água da descarga sanitária dos banheiros, seguindo as recomendações detalhadas no próprio equipamento: 3L e 6L. Essa medida é bem prática e possui um grande resultado quanto a economia de água. Dessa forma, e com a colaboração de todos, nosso CEP ajuda a minimizar esse grave problema do desperdício de água no planeta.

Maggaly Costa Ribeiro
Coordenadora do Polo da Região Metropolitana do Senac Ceará

O que consigo fazer na medida do possível no meu apartamento é ao lavar roupa na pia, mesmo que poucas roupas, faço o colhimento da água ensaboada nos baldes e aproveito para despejar no vaso sanitário quando está sujo, deixo a louça suja na pia com um pouco de água e sabão, para posteriormente lavar e não utilizar de muita água, dou banho no meu filho pequeno de balde ou ducha, para evitar o chuveiro ligado e tomo banho rápido e com o chuveiro desligado ao ensaboar, como também a torneira desligada ao escovar os dentes. Estas atitudes poucas vão ajudar se todos também colaborarem.

Denise Nunes
Jornalista do Senac Ceará

Eu costumo economizar água em situações cotidianas como lavar a louça, escovar os dentes e durante o banho. Quando estou escovando os dentes, por exemplo, abro e fecho a torneira de acordo com a escovação. Quando estou lavando a louça do mesmo jeito: os pratos recebem o detergente com a torneira fechada e só depois abro para lavá-los. São medidas simples, mas que resultam em um bom impacto na economia de água.